Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / Quem somos / Turminha do MPF / Turminha em ação / 2018 / No Dia Internacional de Combate à Corrupção, MPF dialoga com crianças e adolescentes no Piauí

No Dia Internacional de Combate à Corrupção, MPF dialoga com crianças e adolescentes no Piauí

Ações foram voltadas para temáticas como honestidade, sustentabilidade, acessibilidade e a própria composição e atuação do órgão

 

O público infantojuvenil participou ativamente das ações promovidas pelo Ministério Público Federal no Piauí (MPF/PI), em parceria com a Rede de Controle da Gestão Pública no Estado do Piauí e com o apoio da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), no Dia Internacional Contra a Corrupção, em 9 de dezembro de 2018. A instituição se fez presente em dois momentos do dia: pela manhã no Teresina Shopping, e na parte da tarde no Parque da Cidadania, também localizado na capital do estado.

Crianças, adolescentes e adultos interagiram com a equipe da instituição presente nos locais e, mais ainda, com os bonecos da Turminha do MPF, Maressa e Sol. Além das brincadeiras com os personagens, crianças e adolescentes receberam materiais da Turminha – gibis, camisetas, e marcadores de página – voltados para as temáticas como honestidade, sustentabilidade, acessibilidade e a própria composição e atuação do órgão.

O procurador-chefe da Procuradoria da República no Estado do Piauí, Unidade do MPF no estado, Tranvanvan Feitosa, acredita que o trabalho voltado para crianças e adolescentes é fundamental para a construção de uma sociedade mais participativa, atuante e engajada com valores como honestidade, transparência, sustentabilidade e consciência coletiva.

“No Dia Internacional de Combate à Corrupção, o Ministério Público Federal no Piauí optou por promover essa aproximação com a sociedade, com especial atenção voltada para as crianças e adolescentes, porque acredita que são eles os atores sociais que promoverão as mudanças que tanto buscamos”, disse.

Para o procurador-chefe, além do trabalhado repressivo de combate ao crime e à corrupção, é necessário que a instituição também promova a aproximação com o público infantojuvenil para fomentar as discussões e reflexões sobre os malefícios que a corrupção provoca na sociedade. “Ficamos muito satisfeitos com a interação e as respostas que obtivemos do público. Ouvimos das crianças o “não” à corrupção. A nossa ideia, agora, é levar o projeto Turminha do MPF para as escolas piauienses”.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Ministério Público Federal no Estado do Piauí.

registrado em: ,