Você está aqui: Página Inicial Proteja a Natureza Animais Professor Ari explica: MPF quer o fim de experimentos cruéis em animais vivos

Professor Ari explica: MPF quer o fim de experimentos cruéis em animais vivos

avatar-Malu.gifMalu: Professor Ari, hoje eu li na internet que o MPF quer acabar com experimentos cruéis em animais vivos em duas faculdades de Minas Gerais. Por quê?

avatar-Ari.gifAri: Malu, você está sempre antenada nas notícias do MPF, não é? Foi isso que aconteceu. O MPF em Patos de Minas (MG) expediu duas recomendações – ao Centro Universitário de Patos de Minas (Unipam) e à Faculdade de Ciências da Saúde (Facisa) de Unaí – para que acabem com os procedimentos com animais vivos e saudáveis em experimentos científicos.

avatar-Malu.gifMalu: O que são esses experimentos?

avatar-Ari.gifAri: Uma técnica comum nesses experimentos é a vivissecção, quando animais vivos são abertos para estudo, e em alguns casos, sem o uso sequer de produtos anestésicos. Outras vezes, um mesmo animal passa por vários procedimentos; em outras, animais saudáveis são submetidos a cirurgias desnecessárias apenas como método de treinamento de alunos dos cursos de veterinária.

avatar-Malu.gifMalu: Nossa!! Esses animais sofrem muito!!!

avatar-Ari.gifAri: Por isso, o MPF quer o fim desses experimentos nas universidades. O objetivo é poupar, ao máximo, o animal de sofrimento. Além disso, algumas vezes esses procedimentos também são ilegais. A Lei 9.605/98 diz que é crime maltratar e realizar experiências dolorosas em animais vivos, , mesmo que para fins didáticos, quando existirem recursos alternativos.

avatar-Malu.gifMalu: Eita, professor! E quem fizer isso pode ser punido?

avatar-Ari.gifAri: Pode sim, Malu. A pena vai de três meses a um ano de prisão, podendo chegar a 16 meses, caso o animal morra.

avatar-Malu.gifMalu: E que recomendação o MPF fez para essas universidades?

avatar-Ari.gifAri: Para evitar o sofrimento dos animais, o MPF recomendou às faculdades a implantação de um programa de recrutamento de animais doentes para serem utilizados nas aulas e procedimentos didático-cirúrgicos. Dessa forma, elas vão estar cumprindo a lei e prestando um serviço à comunidade.

avatar-Malu.gifMalu: Isso é legal, professor. É o MPF preservando o meio ambiente.

Fonte:
Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal em Minas Gerais
(31) 2123.9008
www.prmg.mpf.gov.br
No twitter: mpf_mg
 

Ações do documento
Ferramentas Pessoais