Você está aqui: Página Inicial Nossa Cultura Arquitetura Sede da Procuradoria Geral da República completa 10 anos

Sede da Procuradoria Geral da República completa 10 anos

Sede da Procuradoria Geral da República completa 10 anos

Prédio da PGR

Professor Ari: Gente, vocês sabiam que o prédio Procuradoria Geral da República, sede do Ministério Público Federal onde trabalham o porcurador-geral da República, os subprocuradores-gerais da República e os servidores públicos que dão suporte ao trabalho deles, completa 10 anos?

Sol: É mesmo, professor? E quando é o aniversário? Vai ter bolo?

Professor Ari:  Sol, o prédio foi unaugurado dia 15 de agosto de 2002. A comemoração via incluir o lançamento de selo e cartão postal comemorativo aos 10 anos da sede.

Vó Zita: Sol, sei que você e todos os que gostam de história vão ficar interessados no que eu e o Ari vamos contar. 

Sol: Então, conta logo, Vó. Fiquei curiosa! 

Vó Zita: O prédio da PGR foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, o mesmo que projetou Brasília. Ele ocupa uma área de 41,3 mil metros quadrados de extensão e se destaca pelos blocos com formas arredondadas, revestidas pelo vidro reflexivo que espelha o azul intenso do céu da capital. 

Croqui de Niemeyer

Croqui do prédio, feito por Niemeyer 

  

Professor Ari: O Bloco A, onde se localizam os gabinetes do procurador-geral e dos subprocuradores-gerias, foi erguido de modo a dar a sensação de que está flutuando.  Ele não possui pilares de sustentação, que é feita a partir de uma estrutura de concreto em forma de estrela no topo do prédio. Da estrela saem tirantes que sustentam os pisos, e todo o peso da estrutura é transferido à coluna central do edifício, que o descarrega ao solo. 

Vó Zita: A localização da sede da Procuradoria Geral da República foi prevista por Lúcio Costa no Plano Diretor de Brasília, em 1960. Mas ao se transferir para a nova capital, em 1962, a PGR ocupou primeiro dois andares do Departamento de Administração do Serviço Público (DASP). O órgão chegou a utilizar espaços do Ministério da Indústria e Comércio e do Ministério da Saúde antes de se mudar, em 1982, para um prédio na Avenida L2 Sul, onde hoje funciona a Procuradoria da República no Distrito Federal.

Professor Ari: Em 1988, com a promulgação da Constituição Federal, o Ministério Público brasileiro ganhou novas atribuições, sendo declarado instituição permanente à qual foi incumbida a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis. Diante da nova realidade, o Ministério Público Federal cresceu, e o prédio da L2 Sul já não comportava mais as necessidades da Procuradoria Geral da República. Assim, em 1997, foram iniciadas as obras de construção da atual sede.

Vó Zita: A localização da Procuradoria Geral da República é estratégica, próxima ao Supremo Tribunal Federal, ao Superior Tribunal de Justiça, ao Tribunal Superior Eleitoral e ao Tribunal de Contas da União. De suas janelas, é possível observar a Praça dos Três Poderes, com as sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

 Memorial do MPF

Memorial do MPF promove visitas guiadas

 

Professor Ari: E vocês sabiam que o prédio possui um espaço onde é contada a história do órgão, o Memorial do MPF. Lá, o visitante encontra peças históricas da instituição. O local promove projetos de visitas guiadas, como Escola Cidadã e MPF em Campus. A PGR também possui uma biblioteca e um restaurante abertos ao público externo de segunda a sexta-feira:

 

Vó Zita: Ah, a PGR fica na avenida L4 Sul, em Brasília. E o telefone geral de lá é o 3105-5100.


 

Ações do documento
Ferramentas Pessoais