Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / Explore / Direitos das crianças / Saúde / Turminha incentiva a doação de sangue

Turminha incentiva a doação de sangue

ilustração doador de sangue 2Elas ainda não têm idade nem peso para ajudar nessa tarefa, mas as crianças da Turminha estão empolgadas com o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue, comemorado em 25 de novembro. Combinaram de fazer cartazes na escola e vão convidar os adultos da família para este ato de solidariedade humana: a doação de sangue.

Quem deu o exemplo e explicou os benefícios da doação foi o professor Ari, que sempre participa das campanhas. O sangue doado ajuda em várias situações: quando alguém perde muito sangue em um acidente e precisa fazer uma transfusão; em casos de cirurgias muito longas para manter a quantidade de sangue necessária no paciente; no tratamento da hemofilia, doença caracterizada pela dificuldade do corpo em conter sangramentos, entre outras.

Para abastecer os hemocentros em todo o país, os profissionais de saúde precisam promover campanhas que incentivem as pessoas a doar sangue. E sempre é importante esclarecer dúvidas sobre ilustração doador de sangue 1o assunto:

  • Doar sangue não oferece riscos ao doador porque nenhum material usado na coleta do sangue é reutilizado;
  • O ato de doar sangue não é demorado e acontece após consulta com médicos especializados que vão dizer se você está apto ou não para doar;
  • Doar sangue não provoca qualquer tipo de alteração na parte física de quem doa e não cria dependência no organismo da pessoa;
  • Após a doação, o sangue do doador não sofre qualquer alteração. Não engrossa nem afina;
  • Não há tipo de sangue mais importante do que outros. Todos são importantes para salvar vidas;
  • Doar sangue é um gesto voluntário sendo proibido por lei qualquer forma de pagamento por este ato. 

 

  • É fundamental também observar  as condições básicas para a doação, o tipo de alimentação indicada e os cuidados após o procedimento. Confira alguns exemplos:
  • Ter entre 16 e 69 anos de idade (Menor de 18 anos deve apresentar o formulário de autorização e cópia do documento de identidade com foto do pai, mãe ou tutor/guardião. Idosos devem ter realizado pelo menos uma doação de sangue antes dos 61 anos);
  • Pesar mais de 51 quilos e ter IMC maior ou igual a 18,5 (descontar o vestuário);
  • Não estar em uso de medicamentos;
  • Apresentar documento oficial com foto (original ou cópia autenticada em cartório), em bom estado de conservação e dentro do prazo de validade. Documentos aceitos: carteira de identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira nacional de habilitação, passaporte, carteira profissional emitida por classe ou carteira do doador da FHB. Não são aceitos crachás funcionais nem carteiras estudantis;
  • Dormir pelo menos seis horas, com qualidade, na noite anterior à doação;
  • Não ingerir bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação;
  • Não fumar duas horas antes da doação.

Como futuros doadores, os amigos da Tuminha parabenizam aqueles que praticam esse ato de amor que salva muitas vidas. E ficam na torcida para que mais pessoas entrem nessa corrente!

Viva o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue!

 

Conteúdo relacionado
Quem doa sangue salva muitas vidas
registrado em: ,