Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Ferramentas Pessoais

Navegação

Você está aqui: Página Inicial / Explore / Para que servem as leis / Para que servem todas as leis do mundo?

Para que servem todas as leis do mundo?

Imaginem por um momento como viviam os homens pré-históricos. Vocês já devem ter visto em filmes ou desenhos animados que eles passavam a maior parte do tempo brigando entre si. Só os mais fortes conseguiam sobreviver e os mais fracos morriam de fome ou eram mortos pelos seus rivais

Tinham que caçar, pescar e colher frutos para se alimentar e nisso havia muita disputa, pois a luta pela sobrevivência era dura. Não era só achar comida, mas também lutar contra as feras e se proteger das forças da natureza. Eles ainda não tinham aprendido a cultivar as plantas, e eram nômades que viajavam sem parar em busca do que comer.

À medida em que os homens começaram a dominar as técnicas da agricultura, passaram a se agrupar para trabalhar a terra e domesticar os animais. Foram também as necessidades do trabalho que fizeram com que eles aprimorassem a comunicação criando as linguagens.

Enquanto alguns cuidavam da lavoura e dos animais, outros iam atrás da caça, da pesca ou dos frutos existentes na natureza. Tendo uma roça para cultivar, vacas para ordenhar, galinhas e porcos para alimentar eles se fixavam em uma área e já não precisavam viajar tanto atrás de comida. Tinham também a força do grupo para lutar contra os animais selvagens e construir casas mais seguras que lhe davam abrigo e proteção.

Regras para facilitar a convivência
Ao mesmo tempo em que o grupo tornava a sobrevivência mais fácil, a convivência em grupo tornava os conflitos mais frequentes e difíceis de administrar. Foi preciso criar regras para a convivência comunitária. Assim, junto com o conforto das casas e a fartura das colheitas surgiam as noções de propriedade privada e a guerra pela posse do que antes era considerado bem comum.

As leis surgiram para que a comunidade pudesse continuar existindo e todos fossem capazes de desfrutar das vantagens que ela proporcionava. Era importante determinar os direitos e deveres de todos os cidadãos, como, por exemplo, a proibição de roubar ou matar, ou a obrigação de se pagar impostos para que fosse possível construir bens de uso comum, como estradas, pontes, as praças, mercados, escolas, hospitais, etc.

Mas as leis nem sempre foram justas e protegeram os que tinham menor poder político e econômico, e ainda hoje isso acontece. Em países democráticos, como o nosso, podemos fazer pressão sobre os nossos representantes no parlamento, que são os que fazem as leis, para que eles aprovem leis que beneficiem toda a população - e não apenas os ricos e poderosos.

registrado em: , , ,