Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

Você está aqui: Página Inicial Direitos das crianças Saúde Dicas de saúde Que perigos a hepatite traz para a população?

Que perigos a hepatite traz para a população?

— registrado em: ,

Esta foi a pergunta do Jamilli, de 12 anos.

As hepatites são doenças que provocam inflamação do fígado e nem sempre apresentam sintomas. Representam um grande problema de saúde pública, pois quando não diagnosticadas precocemente podem acarretar complicações que levam à cirrose ou ao câncer de fígado.

São causadas pelos vírus A, B, C ou D, mas existe ainda o vírus E, mais comum na África e na Ásia. As hepatites B, C e D só podem ser diagnosticadas por meio de exames de sangue específicos.

Hepatite A
É uma doença que pode ser transmitida por contato entre indivíduos, pela água ou por alimentos contaminados, por mãos mal lavadas ou sujas de fezes e por objetos contaminados pelo vírus. Geralmente, a infecção é benigna em crianças e mais grave em adultos, podendo levar à morte.

Hepatite B
É uma doença sexualmente transmissível, mas também pode ser provocada pelo compartilhamento de seringas e agulhas contaminadas, como durante a colocação de piercing e a realização de tatuagem ou acupuntura. A transmissão também pode ocorrer nos procedimentos médico odontológicos, de transfusão de sangue, hemoderivados e hemodiálise ou de manicure-pedicure com materiais não esterilizados e sem as adequadas normas de biossegurança. Outra forma de se infectar com o vírus é o compartilhamento de utensílios e objetos de higiene contaminados com sangue (escovas de dente, lâminas de barbear ou de depilar).

A transmissão ainda pode ocorrer de mãe para filho durante o parto, pela exposição do recém-nascido ao sangue. Não há evidências de que o aleitamento materno aumente o risco de transmissão da hepatite B da mãe para o bebê. Por isso, a amamentação não está contraindicada em mães portadoras da doença, desde que seu filho receba a vacina e a imunoglobulina, preferencialmente, nas primeiras 12 horas de vida.

Hepatite C
A transmissão da hepatite C ocorre principalmente pelo sangue. Indivíduos que receberam transfusão de sangue ou hemoderivados antes de 1993, quando ainda não era realizada a triagem sorológica, podem ter a doença. As outras formas de transmissão são semelhantes às da hepatite B, mas as vias sexual e de mãe para filho são menos frequentes.

Hepatite D
Só terão hepatite D aquelas pessoas que já estão infectadas pelo vírus da hepatite B. Sua transmissão é igual à das hepatites B e C. No Brasil, essa doença é mais comum na Região Amazônica.

Hepatite E
Sua transmissão assemelha-se à da hepatite A. É fecal-oral, ocorrendo principalmente pela água e por alimentos contaminados, por dejetos humanos ou de animais. A sua disseminação está relacionada à infraestrutura de saneamento básico e às condições de higiene praticadas. No Brasil, é uma doença rara, sendo comumente encontrada em países da Ásia e África.

Sinais e sintomas das hepatites virais

As hepatites virais podem não apresentar sinais e sintomas, porém, quando estes aparecem, podem ser:

• Febre
• Vômitos
• Fraqueza
• Mal-estar
• Dor abdominal
• Enjoo/náuseas
• Perda de apetite
• Urina escura (cor de Coca-Cola)
• Icterícia (olhos e pele amarelados)
• Fezes esbranquiçadas

Imunização
Existem vacinas para a prevenção das hepatites A e B. A vacina contra a hepatite A não faz parte do calendário de vacinação do Programa Nacional de Imunização. O encaminhamento, quando indicado, deverá ser feito pelo médico.

A vacina contra a hepatite B faz parte do calendário de vacinação da criança e do adolescente e está disponível para a população de menores de 20 anos de idade, na rotina das salas de vacina do SUS. Todo recém-nascido deve receber a primeira dose da vacina logo após o nascimento, preferencialmente, nas primeiras 12 horas de vida.

Não existe vacina contra a hepatite C, o que reforça a necessidade de um controle adequado da cadeia de transmissão no domicílio e na comunidade, bem como entre grupos vulneráveis.

Fontes:

 

Convidamos você a visitar a página "Pergunte à Turminha" para conhecer mais perguntas feitas pelas crianças (e suas respostas)  e também a nos enviar as suas dúvidas.

Ações do documento
Ferramentas Pessoais